#Top5CriAugusto Momentos de Séries que nos fizeram chorar em 2015

2 de jan de 2016




2015 foi um ano caprichado. Tivemos grandes destaques no mundo das séries, surpresas nas maiores premiações da TV, nos despedimos de grandes talentos... Ufa, vida de seriador não é fácil. Afinal, quem não chorou diante da telinha, que atire a primeira pedra! Por isso, está na hora de relembrar aqueles momentos que emocionaram os fãs apaixonados de séries. 

Foi muito difícil, mas o AdoroCinema conseguiu escolher cinco cenas marcantes. Então, prepare a caixa de lencinhos e confira! Mas atenção: o texto a seguir está cheio de SPOILERS! Leia por sua conta e risco!

Depois, conte para gente, lembra de mais algum? E cuidado com os spoilersnos comentários também. Por favor, respeitem os amiguinhos que ainda não viram as séries!

05. Sense8



Em meio a tantas cenas de ação,Sense8 foi cheia de momentos emocionantes. Teve o elenco cantando "What's up" e o trágico drama de Riley (Tuppence Middleton), mas quem conquistou uma vaga nessa lista foi a franca conversa entre Lito (Miguel Ángel Silvestre) e Nomi (Jamie Clayton). Tudo já começa no cenário: o belo Museu Anahuacalli, na Cidade do México. Na história, vemos que o ator está dividido entre seguir a carreira ou reconquistar o amado (Alfonso Herrera), então Nomi conta uma triste história de seu passado, para mostrar como é importante aceitar quem você é mesmo diante do medo da violência. Um discurso que culmina nesta marcante frase: "A violência real, a violência que percebi ser imperdoável, é a violência que fazemos a nós mesmos, quando estamos com muito medo de ser quem realmente somos". A cena não é somente linda e cheia de emoção, mas é uma bela representação da causa LGBT.

04. How to Get Away With Murder



A trama líderada pela poderosa Annalise DeWitt (Viola Davis) vive surpreendendo os fãs. Então, quando a personagem finalmente mostrou seu lado frágil e vulnerável, pegou todo mundo de surpresa. A situação ganha outros níveis de drama quando Cicely Tyson entra em cena, interpretando a mãe da protagonista. Em um raro momento de afeto entre as duas, sua personagem, Ophelia começa a pentear os cabelos da filha, contando, em um tom de voz suave - quase como se fosse uma história de ninar - como se vingou do homem que tentou abusar de Annalise quando jovem, colocando fogo em sua própria casa. Uma cena marcante para How to Get Away With Murder: simbólica e com atuações inesquecíveis.

03. Game of Thrones



Os fãs ainda se impressionam com mortes em Game of Thrones? Sim, senhor! Muita gente ficou desesperada com a suposta morte de Jon Snow (Kit Harington), mas foi o destino trágico, brutal e polêmico da inocente Shireen (Kerry Ingram) que abalou as estruturas do público - afinal, essa cena não está presente nos livros deGeorge R. R. Martin! Diante de uma situação extrema, com seus soldados passando fome, Stannis Baratheon (Stephen Dillane) toma a brutal decisão de mandar a própria filha para a fogueira, como um sacrifício em serviço de R’hllor, o Senhor da Luz. A mãe da garota, Selyse (Tara Fitzgerald) até tenta ajudá-la, mas não tem jeito: Stannis se tornou o personagem mais odiado pelos fãs, que xingaram muito no twitter.

02. The Flash



Essa é, provavelmente, a série mais leve dentre as várias tramas de super-heróis nas telinhas, mas o último episódio da temporada de estreia de The Flash fez todo mundo chorar. Desde que Barry Allen (Grant Gustin) foi apresentado ao público, vimos que o moço lutou para encontrar o verdadeiro assassino de sua mãe e livrar seu pai da cadeia. Até que o velocista decide voltar no tempo e salvá-la. Porém, quando chega no fatídico dia, uma outra versão de Barry surge, dizendo para ele não fazer aquilo. Se isso já não fosse triste o suficiente, o herói ainda tem que ouvir sua mãe ser esfaqueada pelo Flash Reverso (Matt Letscher). Enquanto os fãs já estavam desidratados de tanto chorar, Barry ainda tem a chance de se despedir da mãe, que morre em seus braços. Grande destaque da cena também fica por conta da bela performance de Grant Gustin, que, mais uma vez, conquistou o público e os apaixonados por quadrinhos.

01. Grey's Anatomy



A série médica produzida porShonda Rhimes sempre chamou a atenção por não ter medo de matar alguns de seus personagens regulares, mas ela não seria capaz de separar o casal Meredith (Ellen Pompeo) e Derek (Patrick Dempsey), após onze temporadas, certo? ERRADO. A tragédia estava anunciada desde o título do episódio: "How to Save a Life" (Como salvar uma vida, tradução literal), que também é o título de uma famosa canção da banda The Fray, conhecida por tocar em momentos tensos em séries. No episódio em si, Derek se envolve em um acidente de carro, tenta ajudar as vítimas, mas acaba atingido por um caminhão. Ele chega a ser levado para um hospital, mas, em uma cruel ironia do destino, um erro médico acontece e Meredith precisa tomar a triste decisão de desligar os aparelhos que mantêm seu marido vivo - tudo isso ao som da canção "Chasing Cars", importante para a história da série. Muitos fãs se revoltaram com a cena, fizeram petições pedindo a volta do personagem e têm até alguns que decidiram abandonar Grey's Anatomy de vez, mas uma coisa é certa: essa foi uma das despedidas mais tristes da televisão em 2015.#RIPMcDreamy

fonte: http://www.adorocinema.com/noticias/series/noticia-118284/

0 comentários:

Postar um comentário

 
2009 Template Mac|Templates e Acessórios